Atriz Maitê Proença - Espetáculo autoral Pior de Mim - programacaodigital.com

Espetáculo autoral “O Pior de Mim”, com Maitê Proença abre temporada 2021 do Palco Instituto Unimed-BH em Casa

Entretenimento Evento Digital Gratuito Eventos OnLine Live Gratuita Programação Digital Programação OnLine Teatro

Programação Digital : Teatro

Espetáculo autoral “O Pior de Mim”, com Maitê Proença abre temporada 2021 do Palco Instituto Unimed-BH em Casa

Após reunir uma plateia de mais de 2 milhões de pessoas em transmissões on-line e pela TV, o projeto Palco Instituto Unimed-BH em Casa retorna entre os meses de julho e novembro de 2021, para novas transmissões de grandes montagens do teatro nacional. O primeiro espetáculo é “O PIOR DE MIM”, texto de autoria de MAITÊ PROENÇA, em que a atriz revisita a história de sua vida desde a infância até os dias de hoje.

A transmissão será GRATUITA e simultânea pelos canais Youtube do Sesc em Minas (SescemMinasGerais) e do Teatro Claro Rio (TeatroClaroRio) e também pelo Canal 264 da Claro TV. Os espetáculos contarão com tradução de libras e áudio descrição para garantir o acesso das pessoas com deficiências auditivas e visuais.

Espetáculo autoral “O Pior de Mim”

A estreia da temporada 2021 do “Palco Instituto Unimed-BH em Casa” será no dia 22 de julho (quinta-feira), às 20h30, com Maitê Proença apresentando o texto autoral “O Pior de Mim”, peça estreada em setembro do ano passado e considerada como uma das melhores de 2020 pelo jornal O Globo e pelo portal Observatório do Teatro, e indicada ao Prêmio Arcanjo de Cultura. Com direção de Rodrigo Portella (“Tom na Fazenda” e “As Crianças”), a montagem é um trabalho corajoso em que Maitê revisita a história de sua vida, desde a infância até os dias de hoje. “Apresento à plateia a parte mais escondida de mim, aquela que nem eu tinha coragem de bisbilhotar. Mais do que nunca estamos de olho na vida do outro. Neste voyerismo desenfreado, nos comparamos, para melhor compreendermos a nós mesmos. Não é assim? Todos podem vir espiar, eu deixo,” diz Maitê Proença.

Em “O Pior de Mim”, Maitê Proença faz uma reflexão sobre como sua conturbada história familiar repercutiu na sua vida pessoal e em sua carreira, os eventuais bloqueios desenvolvidos e tudo que precisou fazer para se libertar. Em cena, ela coloca as circunstâncias que lhe foram impostas em cruzamento com as armadilhas que ela mesma se impôs para se defender. A atriz fala, ainda, da mulher de 60 anos no Brasil, de machismo, misoginia, dos preconceitos enfrentados. “É um trabalho que parte de uma história pessoal para falar de todas as histórias, na medida em que todos enfrentam em maior ou menor grau bloqueios e travas oriundos de traumas pessoais. Todo o público, em alguma medida, poderá se ver naqueles relatos e reflexões”, conclui a atriz.

FICHA TÉCNICA:

Texto e Atuação: Maitê Proença
Direção: Rodrigo Portella
Assistentes de direção: Clarisse Derzié Luz e Nina Luz
Trilha: Marcello H
Direção de produção: Celso Lemos
CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: 14 ANOS
DURAÇÃO: 50 minutos.