Novidades

Festival de Cinema de Gramado 2023 : homenagens, Série Cangaço Novo, filme de abertura e lista dos filmes

Festival de Cinema de Gramado 2023 - programacaodigital.com

Programação Digital .

Festival de Cinema de Gramado 2023 : homenagens, Série Cangaço Novo, filme de abertura e lista dos filmes

Especial Festival de Cinema de Gramado 2023 no site Programação Digital da Sortimento Comunicação

  • Festival de Cinema de Gramado 2023 : homenagens, Série Cangaço Novo, filme de abertura e lista dos filmes

Festival de Cinema de Gramado 2023 : Ingrid Guimarães e Lucy Barreto serão homenageadas na Serra Gaúcha

A atriz Ingrid Guimarães receberá o ‘Troféu Cidade de Gramado’ e a produtora Lucy Barreto, o ‘Eduardo Abelin’.

A edição 2023 do Festival de Cinema de Gramado 2023 dedica distinções à cinco mulheres. Além de Ingrid Guimarães e Lucy Barreto, serão agraciadas Laura Cardoso e Léa Garcia, com o ‘Oscarito’, e Alice Braga, com o ‘Kikito de Cristal’.

Dedicado a nomes ligados ao município e ao Festival e que contribuíram para o crescimento e divulgação deles, o ‘Cidade de Gramado’ foi entregue pela primeira vez em 2012 à atriz Eva Wilma. Já o ‘Eduardo Abelin’ é concedido a diretores, cineastas e entidades de cinema pelo trabalho feito em benefício do segmento brasileiro. A honraria, criada em 2001, leva o nome de um dos pioneiros do cinema gaúcho, o diretor Eduardo Abelin. O primeiro a recebê-lo foi o cineasta Carlos Reichenbach.

‘Retratos Fantasmas’ longa-metragem de Kleber Mendonça Filho é o filme de abertura do Festival de Cinema de Gramado

‘Retratos Fantasmas’, quinto longa-metragem do cineasta e roteirista Kleber Mendonça Filho, será o filme de abertura do Festival de Cinema de Gramado 2023 – que acontece entre 11 e 19 de agosto. Resultado de sete anos de trabalho e pesquisa, filmagens e montagem, a obra é o segundo documentário do profissional. A exibição única ocorrerá na noite de 12 de agosto, fora de competição.

O longa aborda uma viagem multidimensional pelo tempo, pelo som e pela arquitetura. O centro da cidade do Recife é um personagem importante e é caracterizado como um espaço histórico e humano. No filme, a localidade é revisitada por meio dos grandes cinemas de rua que serviram como espaços de convívio durante o século XX. A relação das pessoas com esse universo é um marcador de tempo para as mudanças dos costumes em sociedade.

Série Cangaço Novo da Amazon ganha premiére mundial no Festival de Cinema de Gramado 2023

O Festival de Cinema de Gramado 2023 traz novidade. Pela primeira vez, o evento terá uma série como atração. A produção original da Amazon ‘Cangaço Novo’ fará a premiére mundial durante a iniciativa cinematográfica. A obra será exibida em sessão especial, fora de competição, em 14 de agosto no Palácio dos Festivais (Avenida Borges de Medeiros, 2697 – bairro Centro).  

Produzida pela O2 Filmes, a série estará disponível no Prime Video, em mais de 240 países, a partir de 18 de agosto. Com oito episódios, o seriado foi criado por Eduardo Melo e Mariana Bardan, tem direção de Aly Muritiba e Fábio Mendonça e roteiro de Eduardo Melo, Erez Milgrom, Fernando Garrido e Mariana Bardan. A produção executiva é de Andrea Barata Ribeiro e Bel Berlinck – da O2 Filmes -, Aly Muritiba e Fábio Mendonça.

‘Cangaço Novo’ narra a história de Ubaldo, interpretado por Allan Souza Lima, um bancário infeliz da zona urbana de São Paulo sem nenhuma lembrança da infância. No entanto, o personagem descobre que tem uma herança e duas irmãs no sertão cearense. Além do protagonista, atuam na série: Alice Carvalho, Adélio Lima, Ênio Cavalcante, Hermila Guedes, Joálisson Cunha, Luiz Carlos Vasconcelos, Marcélia Cartaxo, Nivaldo Nascimento, Pedro Lamin, Pedro Wagner, Ricardo Blat, Rodrigo García e Thainá Duarte.

Filmes em competição no Festival de Cinema de Gramado 2023

Entre os mais de mil títulos inscritos, as curadorias e comissões de seleção escolheram seis longas-metragens brasileiros, cinco longas-metragens documentais, cinco longas-metragens gaúchos e 23 curtas-metragens gaúchos, totalizando 39 concorrentes. Os filmes serão exibidos presencialmente, entre os dias 12 e 18 de agosto, no Palácio dos Festivais (Avenida Borges de Medeiros, 2697 – bairro Centro). Os vencedores serão premiados em 19 de agosto. 

Entre os longas brasileiros, seis produções terão premiére mundial em Gramado. Com representação da variedade do audiovisual nacional, a lista tem produções das cinco regiões do Brasil e pluralidade de gêneros, como thriller, drama, ficção, biografias e documentários. A mostra com mais participantes é a de curtas-gaúchos.

No total, serão entregues 38 kikitos, além das homenagens com os troféus ‘Oscarito’, ‘Eduardo Abelin’, ‘Kikito de Cristal’ e ‘Cidade de Gramado’. Ainda, em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura (Sedac), por meio do Instituto Estadual de Cinema (Iecine), o evento terá três ‘Prêmios Novas Façanhas’ e o ‘Troféu Leonardo Machado’. Outra novidade desta edição é o ‘Troféu Sirmar Antunes’, realizado em parceria com a Assembleia Legislativa. 

Confira a lista dos filmes selecionados para o Festival de Cinema de Gramado 2023 :

Longas-Metragens Brasileiros (LMB)

  • ‘Angela’, de Hugo Prata;
  • ‘Mais Pesado é o Céu’, de Petrus Cariry;
  • ‘Mussum, o Filmis’, de Silvio Guindane;
  • ‘O Barulho da Noite’, de Eva Pereira ;
  • ‘Tia Virgínia’, de Fabio Meira;
  • ‘Uma Família Feliz’, de José Eduardo Belmonte.

Longas-Metragens Documentais (LMD)

  • ‘Anhangabaú’, de Lufe Bollini; 
  • ‘Da Porta Pra Fora’, de Thiago Foresti;
  • ‘Luis Fernando Verissimo – O Filme’, de Luzimar Stricher; 
  • ‘Memórias da Chuva’, de Wolney Oliveir ; 
  • ‘Roberto Farias – Memórias de Um Cineasta’, de Marise Farias.

Longas-Metragens Gaúchos (LMG)

  • ‘Céu Aberto’, de Elisa Pessoa ; 
  • ‘Hamlet’, de  Zeca Brito ; 
  • ‘O Acidente’, de Bruno Carboni ;
  • ‘Sobreviventes do Pampa’, de Rogério Rodrigues; 
  • ‘Um Certo Cinema Gaúcho de Porto Alegre’, de Boca Migotto.

Curtas-Metragens Gaúchos (CMG)

  • ‘As Ondas’, de Leandro Engelke e Richard Tavares;
  • ‘Aurora’, de Bruna Ueno;
  • ‘Carcinização’, de Denis Souza;
  • ‘Centenário Da Minha Bisa’, de Cristyelen Ambrozio;
  • ‘Colapso Terra Em Chamas’, de Lucas Tergolina e Matheus Melchionna; 
  • ‘Combustão Espontânea’, de João Werlang e Pedro Bournoukian;
  • ‘Concha De Água Doce’, de Lau Azevedo e João Pires; 
  • ‘Concorso Internazionale’, de Bruno de Oliveira; 
  • ‘Eu Tibano’, de Diego Tafarel e Zé Corrêa; 
  • ‘Fiar O Vento’, de Mari Moraga;
  • ‘Fitoterapia’, de Eduardo Piotroski; 
  • ‘Flora’, de Ana Moura; 
  • ‘Glênio’, de Luiz Alberto Cassol;
  • ‘Livra-Me’, de Felipe da Fonseca Peroni; 
  • ‘Messi’, de Henrique Lahude e Camila Acosta;
  • ‘Meu nome é Leco’, de Diana Mesquita e Marina Falkembach;
  • ‘Nau’, de Renata de Lélis;
  • ‘O Tempo’, de Ellen Correa;
  • ‘Os Féders Vão Dormir’, de Eder Ramos; 
  • ‘Rasgão’, de Victor Di Marco e Márcio Picoli;
  • ‘Restaurante’, de Leonardo da Rosa;
  • ‘Sabão Líquido’, de Fernanda Reis e Gabriel Faccini; 
  • ‘Tremendo Trovão’, de Rubens Fabricio Anzolin.