Musico Gustavo Monteiro - Distribuidora Quae - programacaodigital.com

Sortimentos WebRadio : Gustavo Monteiro apresenta single “Gênesis” que une mitologia e história do samba

Destaques Música Programação Digital
Musico Gustavo Monteiro - Distribuidora Quae - programacaodigital.com
Musico Gustavo Monteiro – Distribuidora Quae – programacaodigital.com

Programação Digital : música

Sortimentos WebRadio : Gustavo Monteiro apresenta single “Gênesis” que une mitologia e história do samba

Um dos instrumentistas mais requisitados da cena musical mineira, compositor lança single “Gênesis” – faixa que dá nome a seu primeiro álbum. A música está diariamente na programação da Sortimentos WebRadio e em todas as plataformas digitais.

O samba “Gênesis” dá nome ao primeiro álbum do músico (violão de 7 cordas). Gustavo Monteiro é parceiro do carioca Lulu Aranha, autor do sucesso gravado por Seu Jorge e Ana Carolina (O Pequinês e o Pitbull) e tricampeão de samba enredo na Imperatriz Leopoldinense.

“Gênesis” contou com o arranjo, direção musical e o violão de 6 cordas do celebrado violonista João Camarero. O jovem músico acompanha artistas do quilate de Maria Bethânia e Fagner, além de integrar o lendário Conjunto Época de Ouro.

A faixa também contou com a participação de outros experientes e talentosos músicos, como o baterista carioca Jorge Gomes (Zeca Pagodinho, Beth Carvalho) e o cavaquinista Fernando Bento (Toninho Geraes), um dos maiores expoentes do cenário do samba mineiro. Monteiro, além de interpretar, tocou o seu violão de 7 cordas.

O single

“Gênesis”, explica o compositor, traz na letra uma paráfrase entre o texto bíblico e a história da transformação do samba pelos chamados “Bambas do Estácio”, tendo como pano de fundo o cenário do Rio de Janeiro. Ismael Silva, Nilton Bastos e Bide, entre outros, fundaram a “Deixa Falar”, primeira escola de samba, e criaram instrumentos elementares do gênero, como o surdo e o tamborim.

Gustavo Monteiro propõe, assim, em forma de homenagem, um “Mito da Criação” para o Samba “chamar de seu”. “A melodia, como sugere a poesia, remete ao samba de enredo, favorecendo a imagem de um desfile de alegorias, fantasias que acabará permeando todo o álbum”, afirma Gustavo Monteiro. A previsão é que o álbum seja lançado em julho deste ano.

Gustavo Monteiro

Natural de Monte Sião, sul de Minas Gerais, Gustavo Monteiro é um dos principais instrumentistas da cena do samba-choro mineiro, discípulo de Dino 7 Cordas, Raphael Rabello, Valter e Valdir, Luizinho, Carlinhos e Israel, que passariam a ser as suas maiores referências.

Já em Belo Horizonte, o violonista passou a acompanhar artistas do quilate de Acyr Antão, Fernando Bento, Warley Henrique, Gabriel Guedes e Serginho Beagá, eentre outros). O músico também foi requisitado por grupos como Fidelidade Partidária e Zé da Guiomar, além de escolas de samba e blocos de rua.

Warley Henrique, Marcelo Roxo e Artur Pádua, nomes conhecidos da cena do samba-choro de Belo Horizonte, são parceiros do violonista em vários sambas.

Nessa trajetória integrou e ainda integra os grupos Piolho de Cobra (choro), no qual fez parceria nos violões com o saudoso Mozart Secundino, Figa de Guiné (samba), Isto é Nosso (choro) e Trio Caviúna (trio de violões), com o qual excursionou pela Europa, por meio do Projeto Música Minas, em 2016.

Teve a honra de acompanhar artistas de renome como Dona Ivone Lara, Délcio Carvalho, Wilson Moreira, Nei Lopes, Wilson das Neves, Noca da Portela, Luiz Carlos da Vila, Riachão, Tantinho da Mangueira, Almir Guineto, Moacyr Luz, Toninho Geraes, Serginho Beaga, Hamilton de Holanda, Ronaldo do Bandolim, Pedro Amorim, Pedro Miranda, Eduardo Gallotti e Alfredo Del Penho, dentre outros.