Músicos gaúchos -Hugo Pilger e Ney Fialkow - violoncelo e piano - programacaodigital.com

Músicos gaúchos são indicados ao Grammy Latino na categoria de música clássica

Destaques Música Programação Digital

Programação Digital : Música

Músicos gaúchos são indicados ao Grammy Latino na categoria de música clássica

O álbum “Claudio Santoro: a obra integral para violoncelo e piano”, de Hugo Pilger e Ney Fialkow, é o único brasileiro na categoria de música clássica

No mês de novembro, em Las Vegas (EUA), o mundo vai conhecer os vencedores entre os que se destacaram na indústria fonográfica íbero-americana. Um álbum brasileiro concorre ao Grammy Latino 2021 na categoria música clássica, uma das mais importantes da cena musical internacional. O Cd “Claudio Santoro: a obra integral para violoncelo e piano”, dos gaúchos Hugo Pilger e Ney Fialkow, traz a obra do compositor amazonense de renome internacional. O disco está entre os cinco finalistas, do total de 108 álbuns inscritos nesta categoria.

Eu soube da indicação por uma mensagem que recebi de Marcos Abreu, um engenheiro de som com quem já trabalhei. Ele estava me parabenizando sem eu saber de nada. Depois, avisei o Hugo. Ele, incrédulo, foi consultar o site do Grammy para conferir, antes de acreditar de fato”, relembra Ney. Lançado em junho do ano passado de forma virtual, o álbum foi uma produção independente, contando com o apoio do Estúdio Visom Digital, no Rio de Janeiro, onde foi gravado e masterizado às vésperas do início da pandemia no Brasil, em março de 2020.  Quem faz música no Brasil sabe o que significar lançar, de forma independente, um álbumPor isso, estar entre os melhores do mundo íbero-americano já nos enche de orgulho e alegria”, comenta Ney.

O CD é o primeiro que traz a obra completa do compositor amazonense para violoncelo e piano, sendo que quatro das sete obras apresentadas foram gravadas pela primeira vez. “Levantamos o repertório do zero. Foi uma imersão total, uma experiência memorável. Posso garantir que 95% dos violoncelistas não conhecem as peças de Santoro – da espetacular Sonata 4, por exemplo, recebemos o manuscrito e, em função desta gravação, foi finalmente editada pelo filho do compositor Alessandro Santoro”, diz Hugo.

O álbum tem duração de 77minutos, com músicas que datam de 1943 até 1982. De idioma rico e variado, Santoro (1919-1989) é um dos grandes compositores brasileiros, com uma produção vasta em diversos gêneros musicais. “Ele escreve magistralmente para o violoncelo e para o piano, combinando elementos de vanguarda e nacionalismo musical, sempre com profunda e contundente expressividade e sensibilidade”, afirma Ney. Para Hugo, Santoro é um dos grandes compositores eruditos do mundo. “Um projeto desta natureza trará foco para a obra de Santoro dedicada ao violoncelo e piano e certamente contribuirá para que o compositor seja mais conhecido no Brasil e no exterior”, afirma Hugo.

O disco “Claudio Santoro: a obra integral para violoncelo e piano” concorre ao lado de outros quatro álbuns: a gravação de Jordi Savall das primeiras cinco sinfonias de Beethoven; Latin America Classics, do pianista Kristhyan Benitez; Music from Cuba and Spain, do violonista Manuel Barrueco; e Tres historias concertantes, com o pianista Héctor Infanzón e o maestro Konstantin Dobroykov. Para o Hugo, que já tem experiência no Grammy, pois foi indicado duas vezes, e Ney, estar entre os cinco finalistas é algo memorável. “A indicação ao Grammy Latino é uma grande conquista” dizem músicos gaúchos.

O CD “Claudio Santoro: a obra integral para violoncelo e piano”, de Hugo Pilger e Ney Fialkow  pode ser adquirido nas principais plataformas digitais.

Fotos : Leo Aversa